ONG feminista há 20 anos na defesa dos direitos das mulheres

Themis forma mais uma turma de Promotoras Legais Populares em Canoas

A noite  de terça-feira (13) teve um significado especial para as 20 formandas do curso de Promotoras Legais Populares da cidade de Canoas. Após quatro meses  de debate sobre direitos humanos das mulheres, noções básicas de Direito, dentre outros assuntos pertinentes à realidade da cidade, elas estão capacitadas a atuar em suas comunidades. Nesta edição do curso, a THEMIS contou com o apoio do Mestrado em Direitos Humanos e a Escola de Direito da Uniritter de Canoas. O evento ocorreu no auditório Santiago Dantas, no bairro Niterói em Canoas.

De forma voluntária, as Promotoras Legais Populares, ou PLPs, atuam em suas comunidades na defesa, orientação e triagem de demandas de violação de direitos. Elas também estão capacitadas a trabalhar na prevenção de violações, através da educação sociocomunitária, e na promoção de direitos, com participação e representação em conselhos, conferências, comissões e fóruns.

Os cursos de formação das Promotoras Legais Populares (PLPs) são ministrados por especialistas voluntários/as de diversas áreas do conhecimento que emprestam suas habilidades e competências em encontros de que privilegiam a interação, o diálogo e a troca de experiências entre facilitadores e alunas.

No Brasil, 55 ONGs foram formadas pela metodologia THEMIS nos anos de 1998, 2000, 2003 e 2005. Entre 2010 e 2012, a THEMIS formou 150 Mulheres da Paz na cidade de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre (RS). Em 2013, totalizavam 1.223 PLPs formadas na região sul, das quais 323 em Porto Alegre.


Veja outras notícias

.