ONG feminista há 20 anos na defesa dos direitos das mulheres

Themis lança aplicativo para atendimento prioritário às mulheres em situação de violência

plp-20-51-l-280x280

A ONG Themis – Gênero, Justiça e Direitos Humanos lança, nesta quinta-feira (17), um aplicativo que prioriza o atendimento da segurança pública às mulheres com medida protetiva. O PLP 2.0 é o projeto vencedor do Desafio Social Google 2014 em parceria com o Instituto da Mulher Negra de São Paulo – Geledés. O evento ocorre no Departamento de Comando e Controle Integrado (DCCI) da Secretaria da Segurança Pública, às 16h, na Rua Voluntários da Pátria 1358.

Conforme a coordenadora de projetos da Themis, Lívia de Souza, o propósito do aplicativo é dar agilidade no atendimento de casos extremos de violência e fortalecer a rede de proteção à mulher por meio da tecnologia social. Ela também ressalta o protagonismo da atuação das Promotoras Legais Populares (PLPs) que disseminam a ferramenta dentro das comunidades.

Inicialmente, o aplicativo será usado por duas mulheres em situação de violência moradoras do bairro Restinga. Após a fase de teste, o uso do APP será estendido para toda a cidade de Porto Alegre. De acordo com o projeto, as usuárias sempre serão selecionadas pela Justiça, que utilizará como critério primordial o grau de violência investido contra a vítima.

O projeto foi desenvolvido em parceria com a Associação de Juízes do Rio Grande do Sul (AJURIS), o Departamento de Políticas para Mulheres da Secretaria da Justiça e Direitos Humanos, a Secretaria de Segurança Pública, a Defensoria Pública do Estado, o Ministério Público do Estado e o Poder Judiciário

Como funciona

O PLP 2.0 é um aplicativo para mulheres em situação de extrema violência que possuem medida protetiva. As usuárias do APP serão selecionadas pela Justiça.

O método de funcionamento fará com que o telefone dispare uma mensagem para a Brigada Militar, que receberá a informação e a localização da vítima, através de informação de GPS. A polícia obtém, de imediato, na tela do DCCI todas as informações do caso desta mulher, evitando que o atendimento à vítima parta do zero. O APP foi desenvolvido para smartphones e pode ser baixado gratuitamente na loja virtual da Google Play.

Campanha de doação de celular

A AJURIS realiza, desde 2014, o recolhimento de aparelhos celulares em desuso para colaborar no processo de fortalecimento do PLP 2.0. Na campanha os interessados em colaborar podem entregar os celulares na sede da AJURIS (Rua Celeste Gobbato, nº 81, Porto Alegre).

Texto: Rita Barchet
Assessoria de imprensa
(51) 9829-4609
Twitter: @themisONG
Facebook.com/Themis


Veja outras notícias