ONG feminista há 20 anos na defesa dos direitos das mulheres

Radioweb: PLPs Vozes em Ação

PROJETO DAS PROMOTORAS LEGAIS POPULARES (PLPs) DE PORTO ALEGRE (RS)

fotos poster

“PLPs: Vozes em Ação”

Objetivo: abrir mais um canal de comunicação das Promotoras Legais Populares (PLPs) com as comunidades em que atuam e com a sociedade em geral através de uma Radioweb para discutir questões de Gênero e Direitos Humanos.

As PLPs são lideranças comunitárias capacitadas em noções básicas de Direito, direitos humanos, organização do Estado e do Poder Judiciário. Atuam voluntariamente em suas comunidades na defesa, orientação e triagem de demandas de violação de direitos, na prevenção de violações e na educação. O primeiro curso de formação de PLPs no Brasil foi realizado pela THEMIS em 1993 com o objetivo de assegurar o acesso à justiça a todas as mulheres. Na Radioweb, as PLPs são capacitadas a elaborarem, produzirem e executarem programas de rádio a partir de suas experiências e do uso das novas tecnologias.

SOBRE O PROJETO

O projeto-piloto iniciou em 31 de outubro de 2013. O nome “PLPs: Vozes em Ação” foi definido por votação entre as integrantes.

As PLPs foram selecionadas por proximidade da área de atuação e inscrição prévia. O grupo se firmou com um núcleo-base de quatro integrantes: as PLPs Clélia Mariza Marques, Geiza Ribeiro Vargas, Tânia Mara da Silva Garcia e Filaman Marley dos Santos. As reuniões acontecem semanalmente sob a coordenação e orientação da jornalista Clarinha Glock.

Na primeira etapa, de outubro a dezembro de 2013, as PLPs tiveram aulas para se familiarizar com computadores e redes sociais com os educadores Juliano Machado e Fabiana Renata da Silva na sede do Cesmar. Treinaram o uso de microfone, gravador, celular e computador. Foram incentivadas a analisar criticamente as informações recebidas por meio de programas de televisão, jornais, revistas e Facebook; a pensar e a contextualizar o papel dos meios de comunicação tradicionais, quem eles representam e a que público se dirigem.

Na segunda etapa do projeto, de maio a dezembro de 2014, as PLPs aprenderam a elaborar roteiros, discutir pautas, pesquisar informações e a colocar suas ideias diante do microfone. As aulas seguiram com orientações sobre como gravar e editar programas com software livre.

Em 2015, as PLPs ampliaram as entrevistas, passaram a fazer a cobertura de eventos em fotos (para o blog) e áudios, a editar e veicular, elas próprias, seus programas. A produção e execução é feita em estúdio ou através da Rádio-Maleta. A cada programa, abordam temas ligados a Gênero e Direitos Humanos. O resultado deste trabalho está disponível no blog www.plpsradioweb.blogspot.com e a proposta é que seja expandido para veiculação em outras Radioweb.

RÁDIO-MALETA

Juliano Machado

Juliano Machado

A Rádio-Maleta ou Rádio-Móvel foi uma ideia de Juliano Machado, executada com apoio de Nederson Menezes Cardoso e de Felipe Santos Silva, do Polo Marista de Formação Tecnológica de Porto Alegre/RS. Funciona como um pequeno estúdio de rádio instalado dentro de uma estrutura móvel que pode facilmente ser carregada. O primeiro modelo foi montado em caixas recicladas a partir de máquinas caça-níqueis apreendidas pela Receita Federal e doadas para fins educacionais ao Polo Marista. O computador e todos os equipamentos utilizados podem ser doados por empresas e pessoas físicas. Equipamentos aparentemente obsoletos ou estragados são recondicionados pelo Cesmar.

Este projeto é resultado de uma parceria da ThEMIS Gênero e Justiça com o Polo Marista de Formação Tecnológica/Centro Social Marista (Cesmar) localizado em Porto Alegre (RS).

 

Acesse fotos e programas das PLPs Vozes em Ação aqui.