ONG feminista há 20 anos na defesa dos direitos das mulheres

Curso de extensão incentiva debate sobre atuação feminista

No Sábado (06), teve início o curso de extensão “Leituras feministas: obras e autoras” promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Unisinos, Themis – Gênero, Justiça e Direitos Humanos, Faculdade de Ciências Sociais Unisinos e Universidade de Cabo Verde. O objetivo do curso é promover debates preparatórios ao VI Simpósio Internacional Desigualdades, Direitos e Políticas Públicas: Gênero, Interseccionalidades e Justiça que será realizado de 27 a 29 de novembro de 2018.

A coordenadora executiva da Themis, Renata Jardim, apresentou a trajetória da entidade evidenciando as principais frentes de atuação da ONG que atualmente são: o  programa de Formação de Promotoras Legais Populares (educação jurídica popular e  empoderamento de mulheres lideranças comunitárias para atuação nas redes de  atenção às mulheres em situação de violência), o programa de formação de Jovens Multiplicadoras de Cidadania (que oferece formação para jovens mulheres de 16 a 21 anos, para o empoderamento legal). Além disso, apresentou  o aplicativo Laudelina que tem como público-alvo as trabalhadoras  domésticas, oferecendo informações sobre seus direitos, bem como meios de acessá-los. Renata também destacou que  “através do curso será possível pensar sobre nossas práticas e referências, trocar percepções e revisitar leituras” e neste sentido “é uma oportunidade de colocar em perspectiva nossa atuação e projetar novos projetos e empreendimentos”.

No primeiro dos cinco encontros, os presentes, majoritariamente mulheres, debateram sobre a inclusão e atuação da mulher na política brasileira, os desafios e as oportunidades. A assistente social e promotora legal popular, Maria Guaneci Avila, evidenciou a importância da mulher estar em todos os espaços levando  informação e preservando a concretização dos direitos.

Para mais informações sobre o  VI Simpósio Internacional Desigualdades, Direitos e Políticas Públicas: Gênero, Interseccionalidades e Justiça ligue: (51) 3591 1122 ou clique aqui para acessar o site.


Veja outras notícias